Os melhores profissionais da saúde em um único lugar!

Saiba reconhecer os Sintomas de uma Crise de Ansiedade e o que fazer


Saiba reconhecer os Sintomas de uma Crise de Ansiedade e o que fazer

A crise de ansiedade é um momento em que a sensação de angustia e insegurança aumentam de forma a deixar o indivíduo descontrolado com a sensação de que alguma desgraça deverá acontecer com ele ou com as pessoas importantes para ele.

Quando uma crise de ansiedade se instala o que se pode fazer é tentar organizar os pensamentos rapidamente e evitar pensar no pior para impedir que uma crise de pânico se instale.

Sintomas de uma crise de ansiedade

Sentir-se nervoso, ansioso ou no limite;

Dificuldade em parar de se sentir preocupado;

Ficar preocupado com várias coisas ao mesmo tempo;

Dificuldade em relaxar;

Sentir-se tão preocupado que há difícil ficar parado;

Sentir-se facilmente irritado ou chateado;

Sentir medo como se algo muito mau fosse acontecer.

Estes sintomas ocorrem devido ao aumento do hormônio adrenalina na corrente sanguínea, que é algo normal quando o indivíduo enfrenta um momento importante para ele, mas se estes sintomas tornarem-se constantes, o indivíduo pode estar sofrendo de uma ansiedade generalizada que deve ser tratada adequadamente com sessões de psicanálise e, por vezes, toma de medicamentos para acalmar.

O que fazer numa crise de ansiedade

O tratamento para crise de ansiedade depende da gravidade e da constâncias dos sintomas gerados. Se eles dificultarem a vida do indivíduo ou dos que estão à sua volta, é aconselhado buscar ajuda médica, pois este distúrbio pode ser tratado com diversos tipos de terapias como acupuntura, sessões de auto ajuda, de auto conhecimento e, em alguns casos, o médico poderá indicar a toma de medicamentos por um certo período de tempo.

Saber como combater a ansiedade é tão importante quanto saber evitar a sua ocorrência, por isso uma boa dica é anotar todos os fatores que podem desencadear uma crise de ansiedade e tentar evitá-las ao máximo. É indicado realizar uma boa avaliação do ritmo de vida, estudos, trabalho, família e então adotar um novo estilo de vida, optando por situações menos estressantes, que certamente causarão menos ansiedade.

Fonte: Tua Saúde